Tanatologia

APRESENTAÇÃO:

A morte é uma experiência humana universal. Morrer e morte são mais do que eventos biológicos; eles têm uma dimensão social, psicológica, filosófica, antropológica, espiritual, estética e pedagógica. Questões sobre o significado da morte e o que acontece quando nós morremos são preocupações centrais para as pessoas em todas as culturas e têm sido desde tempos imemoriais. A morte coloca o ser humano diante de questões essenciais, de perguntas profundas, que não podem ser escamoteadas, pela discussão apenas de aspectos periféricos.

Morrer bem, ter uma morte tranqüila, bem assistida, com o amparo médico, social, familiar tudo isso, sem dúvida faz parte do processo educativo para a morte. Educar para morrer é educar a sociedade para cercar o ato de morrer dos melhores cuidados possíveis. Mas a educação para a morte vai além, porque toca em todos os aspectos interdisciplinares acima mencionados e deveria começar desde as primeiras fases da infância, constituindo um elemento da educação das novas gerações. Até meados do século XX, a assunto ainda era um tabu no mundo acadêmico, pois desde o século XIX, com a medicalização da morte e a preponderância dos modelos filosóficos positivista e niilista na cultura Ocidental, a morte torna-se, muitas vezes, um ato solitário, mecânico e desumano e como conseqüência, passa a ser não só temida como negada.

A partir da década de 60, como reação a esse processo, surge uma proposta de educação para a morte, dentro da Universidade, com a criação da Tanatologia, uma ciência naturalmente interdisciplinar, nascida nos Estados Unidos, com os trabalhos pioneiros do psicólogo Hermann Feifel (The Meaning of Death, 1959). Elisabeth Kubler-Ross, médica suíça radicada nos EUA, deu um formato científico a essa proposta (Sobre a Morte e o Morrer, 1967) e se tornou referência mundial no assunto, com vários livros traduzidos aqui no Brasil. As propostas de Educação para a Morte no Brasil tiveram seu início com os trabalhos pioneiros da psicóloga Wilma da Costa Torres na UFRJ (A Criança diante da Morte) e do Filósofo e Educador Herculano Pires com o livro intitulado Educação para a Morte, 1979 nos idos da década de 1970.

Outras propostas vêm surgindo ao longo das últimas décadas, valendo ressaltar os trabalhos da Profa.Dra Maria Júlia Kóvacs com a criação do LEM na Faculdade de Psicologia da USP, do Prof.Dr. Léo Pessini na Faculdade São Camilo-SP, do Prof.Dr Marco Túlio na UNIFESP, da Profa.Dra Maria Helena Franco na PUC-SP, da Profa. Dra. Ligia Py na UFRJ,e da Profa.Dra. Magli Roseira Boemer na USP-Ribeirão Preto. Todas essas propostas apresentam diferentes enfoques, formatos e cargas horárias.

O I curso de Tanatologia com o apoio da Disciplina de Emergências Clínicas da FMUSP realizado no ano de 2007 trabalhou com 200 alunos das mais diversas categorias profissionais, quebrando vários paradigmas dentro dessa área, resgatando a discussão da espiritualidade de uma forma inter-religiosa no meio acadêmico e tornou-se pioneiro em muitas perspectivas, dentro desse tema, ao abordar questões, visões e práticas ainda não contempladas por outros cursos. Como fruto de trabalho desses dois primeiros cursos surgiram 4 livros sobre o assunto : A Arte de Morrer-Visões Plurais-Vol 1, 2 e 3, editora Comenius, sendo que o primeiro volume ficou entre os 10 finalistas do prêmio Jabuti de 2008, o 3º volume será lançado em maio de 2010 e Cuidados Paliativos-Discutindo a Vida, a Morte e o Morrer pela editora Atheneu (lançado no 3º trimestre de 2009, e já na sua 2ª edição-sucesso de venda e de crítica), três DVDs (prontos) contendo as propostas de reflexão e prática das oficinas(2007, 2008 e 2009) dos alunos envolvendo as artes(música, teatro, dança etc) e um livro(série de 5 livros) de educação infantil (em construção), além disso foi aplicado um questionário, o qual servirá de material para a publicação de alguns artigos científicos. Como projeto piloto (2007) não foi possível incluir no primeiro ano outras abordagens que um tipo de curso e tema como esse exige. Por esse motivo, o curso foi revisto e ampliado, dobrando a carga horária ( passando de 64 para 128 hs) e introduzido novos elementos de discussão e reflexão.

No 3º curso de Tanatologia a carga horária ficou em 144 horas, pois dessa forma poderíamos contemplar o assunto de uma maneira mais profunda. E agora, na sua 4ª edição, o curso mudou de categoria passando de extensão para formação com o ganho de mais 26 horas, totalizando 180 horas. A morte é uma realidade muito viva e constante para aqueles que trabalham na área da saúde - entre eles, médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais – notadamente nas salas de emergência e UTIs e pacientes com doenças fatais que necessitam de cuidados paliativos. Observa-se aí um despreparo filosófico, psicológico, técnico e até mesmo existencial dos profissionais, para lidar com a morte iminente dos pacientes, para falar sobre ela com os familiares, como discuti-la de maneira interdisciplinar, bem como trabalhar sua própria mortalidade.

Apesar da morte ser uma vivência mais presente na área da saúde, não é propriedade privada das áreas biológicas e nem é um tema que está restrito a estes profissionais. Trata-se da realidade mais certa, mais pessoal e mais universal do ser humano. As ciências biológicas não têm todas as respostas e por isso tornam-se necessárias abordagens outras – filosóficas, religiosas, estéticas e educacionais. Assim, justamente por se tratar de um fenômeno propriamente humano – pois o homem é o único animal que tem consciência da própria morte - um curso de educação para a morte interessa a pessoas de qualquer área e tem de ser necessariamente interdisciplinar e com um enfoque plural.

O curso de Tanatologia encontra-se no 9º ano com grande sucesso de público e crítica de profissionais especializados. Mais de 1000 alunos fizeram o curso, com impacto positivo nas suas vidas privadas e profissionais.

OBJETIVO:

Este quarto curso assim como os outros três que o antecederam, mais do que dar respostas prontas e definitivas, pretende trazer uma reflexão plural e interdisciplinar, na medida do possível, incluindo as diferentes perspectivas da morte e do morrer, a partir das várias áreas e correntes científicas, religiosas, filosóficas, pedagógicas e estéticas. Longe de esgotar o assunto tem por objetivo levantar questões, provocar uma reflexão e um debate maduro, desencadeando novas propostas e abordagens de pesquisa, ensino e prática na área da Tanatologia.

CONTEÚDO:

O curso se constitui em cinco módulos temáticos:

- Atitudes Religiosas;

- Atitudes Filosóficas;

- Atitudes Científicas;

- Atitudes Pedagógicas;

- Atitudes Estéticas;

cada qual com diferentes abordagens e quinze painéis interdisciplinares, num total de 390 horas.

Painéis Interdisciplinares:

1. É Possível uma Educação para a Morte?;

2. Mídia e Morte;

3. Perspectivas Histórico-Culturais da Morte;

4. A Criança e a Morte-Visão da Educação;

5. A Criança e a Morte-Visão da Psicologia e Medicina;

6. A Comunicação com o Paciente Moribundo e Família I;

7. A Comunicação com o Paciente Moribundo e Família II;

8. A Comunicação com o Paciente Moribundo e Família III;

9. A Comunicação com o Paciente Moribundo e Família IV;

10. Perspectivas Ético-Jurídicas da Morte-Eutanásia, Distanásia, Ortotanásia;

11. O Médico diante da Morte;

12. Luto e Morte;

13. Doação de Órgão e Morte;

14. Suicídio e Morte;

15. Aborto;

Temática das Aulas:

1. A Perspectiva da Finitude –Visão Heideggeriana;

2. AIDS e Morte;

3. Envelhecimento e Morte;

4. Filosofia da Ciência;

5. Negação e outras defesas contra a morte;

6. Reflexão de Filosofia Política sobre a Morte;

7. O Tabu da Morte-Uma Perspectiva Antropológica;

8. Sexo e as origens da morte;

9. Aula de Sensibilização Estética;

10. Ritos de Passagem e Visão Pós-Morte-Taoísmo e Confucionismo;

11. Conceitos de Morte;

12. A Morte na Literatura Estrangeira;

13. Ritos de Passagem e Visão Pós-Morte na Tradição Hinduísta;

14. Ritos de Passagem e Visão Pós-Morte nas tradições afro-brasileiras;

15. Serviço Social e Morte;

16. Enfermagem e Morte;

17. Ritos de Passagem e Visão Pós-Morte no Protestantismo;

18. Ritos de Passagem e Visão Pós-Morte no Budismo;

19. A Educação para o sentido Existencial;

20. A Perspectiva da Transcendência;

21. Ritos de Passagem e Visão Pós-Morte no Islamismo;

22. A Morte na Literatura Brasileira;

23. Os Clássicos (Sócrates, Comenius, Rousseau, Pestalozzi) e a Educação do Ser Integral;

24. Cuidados Paliativos;

25. A Morte na Arte-Uma visão histórico-cultural I;

26. As Contribuições de Kubler-Ross e Cicely Saunders;

27. A Morte na Arte-Visão Histórico Cultural II;

28. A Perspectiva Tomista;

29. A Tanatologia e a Universidade;

30. Terapia Ocupacional e Morte;

31. A Morte na Visão da Escola Socrática-Platônica;

32. Filosofia Clínica e Tanatologia;

33. Cinema e Morte;

34. Experiência Quase Morte;

35. Ciências Jurídicas e Morte;

36. Atestado Médico;

37. Biblioterapia-Abordando a Morte através da leitura de livros-Teoria e Prática;

38. A construção do ser médico: significados e implicações para a humanização do cuidado;

39. Wilma da Costa Torres-Vida e obra da 1ª Tanatóloga Brasileira;

40. O Ensino Inter-religioso e a Morte;

41. Ritos de Passagem e Visão Pós-Morte no Catolicismo;

42. Visão Espírita da Morte;

43. Dor e Morte (Física, Psíquica, Moral e Espiritual);

44. Espiritualidade e Cuidados Paliativos;

45. É possível Investigar Cientificamente a Sobrevivência Pós-Morte?;

46. A Música e a Morte I;

47. Ritos de Passagem e Visão Pós-Morte nas Tradições indígenas brasileiras;

48. Ritos de Passagem e Visão Pós-Morte no Judaísmo;

49. Espiritualidade e Oncologia;

50. Morte e Luto em Emergências Médicas (Trauma, Morte Súbita, Morte Violenta, Morte Coletiva);

51. Terapia Espiritual e Morte;

52. A Morte e a Perspectiva Existencialista;

53. A Música e a Morte II;

54. Meta-diálogo entre Epícuro e Winnicott sobre a incompreensão inconsciente e cognitiva do Conceito de Morte;

55. Morte no Budismo Tibetano;

56. Morte e Tradições Culturais Brasileiras;

METODOLOGIA:

• Web aulas;

• Debates;

• Exercícios extra-classe;

• Fóruns de Debates na Sala Virtual;

• Exposição e discussão de filmes;

PUBLICO ALVO:

Estudantes de graduação, pós-graduação e profissionais preferencialmente da área da saúde e humanas, mas aberto a estudantes e profissionais de qualquer área. Não há restrições ou pré-requisitos.

PALESTRANTES:

Mais de 50 professores doutores, das maiores e melhores universidades brasileiras, referências em suas respectivas áreas, envolvendo psicologia, medicina, enfermagem, educação, antropologia, história, sociologia, assistência social, teologia etc.

Relação de Palestrantes do IV Curso de Tanatologia

Prof.Dr. Franklin Santana Santos(USP) Profa.Dra. Dora Incontri (Unisanta-SP) Profa.Dra. Maria Júlia Kovacs(USP) Profa.Dra Lucélia E. Paiva (USP) Profa. Dra. Maria Ligia Py (UFRJ) Narradores da Passagem-Instituto Narradores de Passagem-Santo André-SP Prof. Dr. Clóvis Barros (USP) Prof.Dr. Carlos Alberto de Souza-UFSC Prof.Dr. Bernardo Issler (FGV/EAESP) Prof.Dr. Alysson Mascaro (USP) Prof. Dr. José Carlos Souza Rodrigues (PUC-RJ) Profa. Dra. Rachel A. Menezes (PUC-RJ) Prof.Dr.Héctor Ricardo Leis- (UFSC) Profa.Dra. Patrícia Pinna Bernardo(UNIP) Prof.Ms.Wagner Canalonga –Sociedade Taoísta do Brasil Prof.Ms.Alessandro César Bigheto (Unicamp) Prof.Ms. Marco Catalão (Unicamp) Profª. Ms. Naira Dutra Lemos (Unifesp) Profa.Dra. Regina Szylit Bousso (EEUSP) Prof.Dr. Leonildo S. Campos(Univ Metodista-SP) Monja Coen-Budismo Prof. Dr. Régis de Moraes (PUC-Campinas) Dr. Ricardo Caponero (ABCP) Profª. Drª Ana Laura Schliemann (PUC-SP) Profª. Drª Nely Nucci(Instituto Boldrin) Prof.Dr. Paulo R. Antonacci Carvalho(UFRGS) Prof. Ms. Luis B. Colombo (Facamp) Dra. Lívia Callegari-OAB Prof.Dr. Ricardo da Costa-UFES Profa.Dra. Gláucia Rita Tittanegro (São Camilo) Prof.Dr. Carlos Eduardo A. Miranda(Unicamp) Profa.Dra. Sara Mota Bottino(ICESP) Prof.Dr. Alberto Quintana(UFSM) Dra.Glória Brunetti (Hospital Emílio Ribas-SP) Prof.Dr. Renold J. Blank-Instituto Teológico de São Paulo Prof.Dr. Alexander Moreira Almeida(UFJF) Profa.Dra. Daisy Gogliano –USP Prof.Ms.Edvaldo Leal de Moraes(OPO-HC-FMUSP) Prof. Ms. Marcio Antonio de Almeida(UNESP) Prof.Abrão Bernardo Zweiman Prof.Dr.Daniel Fortes-HC-FMUSP. Profª. Drª. Ana Catarina Elias (Unicamp) Profª. Drª. Geórgia Sibele Nogueira da Silva (UFRN) Profª. Drª. Maria Caroline Scoz (USP) Profª. Drª. Adriana Cardoso de Oliveira e Silva (UFRJ) Profª. Drª. Elaine Gomes Reis Alves (USP) Profa.Dra. Sandra Regina Borges dos Santos (PUC) Prof.Dr. Julio Fernando Prieto Peres (USP) Prof.Dr.Fernando Neves(UFMG) ORGANIZAÇÃO Pinus Longaeva Assessoria e Consultoria em Saúde e Educação Ltda.

COORDENADOR DO CURSO:

Prof.Dr. Franklin Santana Santos: Professor da Disciplina de Tanatologia-Educação para a Morte na Pós-graduação em Ciências Médicas da FMUSP

PERIODO E DURAÇÃO DO CURSO:

Off-line(Reprise) As aulas serão disponibilizadas na internet individualmente (aula por aula). Dessa forma o aluno poderá assistir o curso dentro da sua agenda e ritmo. As aulas estarão divididas em blocos e estarão disponíveis por 1 ano. Você poderá assistir as aulas a qualquer momento do dia e a qualquer dia da semana.

O curso tem duração de 1 (um) ano. O aluno terá 360 dias para finalizar o curso após o 1º (primeiro) acesso.

AMBIENTE DE SALA DE AULA:

A plataforma utilizada para acesso à sala de aula será a plataforma Moodle. O aluno ao entrar com login e senha abrirá uma janela (página) no computador como se estivesse entrando em outro site. Nessa página serão exibidos calendário, notícias, fórum, aulas disponibilizadas, textos para downloads etc. Não há necessidade de baixar essa plataforma Moodle. Ao clicar na aula, abrirá uma janela com visualização do vídeo. E caso o professor utilize data show na sua apresentação teremos outra janela mostrando com clareza as informações do slide para que o aluno possa copiar as informações.

MATERIAL DE SALA DE AULA:

Os Livros A Arte de Morrer-Visões Plurais, Vol. 1 (indicado para o prêmio Jabuti-2008), 2 e 3, escritos pelos próprios professores do curso e que contêm mais de 70 capítulos. Além disso, na sua sala de aula virtual você encontra uma biblioteca com acervo de músicas, poemas, imagens e textos, sugestão de filmes, etc.

AVALIAÇÃO:

Os alunos do curso à distância serão avaliados através de uma prova com questões objetivas. A prova objetiva constará de 50-60 questões de múltipla escolha, onde será exigido acerto mínimo de 70%. A prova virtual estará disponível na sala de aula no final do curso.

CERTIFICADO:

O certificado será emitido pela Pinus Longaeva  para todos os alunos, desde que tenham freqüência mínima de 75% das aulas, a prova não tem caráter eliminatório. O certificado será enviado no prazo de  30 dias após o término do curso, para o endereço cadastrado no ato da matrícula.

VALORES E FORMA DE PAGAMENTO:

- Taxa de matrícula R$ 200,00
- Preço do curso R$ 8.820,00
- Material Didático: Obrigatório(Aluno compra em qualquer livraria de sua preferência)
- Valor Total do Curso R$ 9.020,00 - Possibilidades de parcelamento no cartão em até 18x - com juros do próprio cartão -  pela PagSeguro;

Pagamentos Boleto: Em até 14 vezes, favor enviar um e-mail para Fabíola.

Contato:
fabiola@saudeeducacao.com.br

 

CURSOS RELACIONADOS: Tanatologia120 horas
PÚBLICO-ALVO: Profissionais preferencialmente da área da saúde e humanas. Não há restrições ou pré-requisitos.
Turma: 2017
Professor(es): Equipe Multidiciplinar
Data:
2017
Local:
On-line
Carga horária:
390h
Dias da semana:
Todos os dias
Formato:
Web aula - internet
Horário: 24h
Valor: R$9.200,00